quarta-feira, 3 de junho de 2009

Agora!

Sem mais ter o que perder, me entreguei às letras e aqui vou eu.
Contra todas as probabilidades do tempo e enfrentando todas a intempéries do momento.
Sob toda nostalgia eufórica que não cansa de se perder em mim, escrevo.
Escrevo imaginando que não será suficiente, que não mais sei traduzir a minha mente.
Vou travando guerras comigo enquanto penso, enquanto escrevo e penso, enquanto vivo e não paro de pensar. Guerras mortas, vivas, imortais - constatação opaca da visão que premedito.
[eu e meus pensamentos, sempre nós - somente nós]
Quem é você que vive na minha cabeça? Que murmura temores, amores e dores?
Que insite em lembrar do tempo, que vive a ciscar o tempo como o ponteiro dos segundos?
Quem é você, nostalgia? E qual é a sua real intenção? Me enlouquecer? Me fazer sádica, cética, morna e oprimida?
Pois saia de mim, sua gosma indefinida.
Hoje eu sou vinho, amizade e belAs monografias!

[amigo
1. Que sente amizade por.
2. Que está em boas relações com outrem.
5. Pessoa à qual se está ligado por uma afeição recíproca]

2 comentários:

ana luz disse...

pq demorei pra comentar hein?
não preciso te explicar né?rs
a loucura em nossas vidas estava explicita!
mas por acaso passei por aqui hj...
e aproveito para deixar AQUELA SORTE!!!toda do mundo!!!estou devolvendo-a para você!!
com certeza vai dar td certo!!!
e comemoraremos mais ainda hj a noite!!
amo vc!!!e que a força esteja com vcs!!!=D

bjooooooooo

josue mendonca disse...

Lola,
que post lindo..
adoro sua forma de escrever..gosto desse contato, desse mergulho..
a poesia e a melodia embalam suas suas palavras.. vc faz isso muito bem.

O NOME DISSO É TALENTO!

tb travo muitas lutas comigo mesmo, em cada texto, em cada frase, em cada palavra, entre sentimentos e pensamentos e questionamentos e etc, etc, etc...
às vezes, penso como Drummond, quando disse: 'tenho duas mãos e o sentimento do mundo'

escreva sempre.

marque sua existência.deixe seu rastro nesse universo!

bjão